#drogariasãopaulo Instagram Photos & Videos

drogariasãopaulo - 1.2k posts

Hashtag Popularity

18.2
average comments
801.5
average likes

Latest #drogariasãopaulo Posts

  • Você sabia que o ginkgo biloba provoca reações em nosso corpo que vão desde os pés até os ouvidos? 🤔

Ao fazer uso diário dessa planta #milenar, os vasos sanguíneos se dilatam e o sangue fica menos viscoso (mais “fino”), auxiliando na circulação e transportando com mais facilidade e agilidade o #sangue

O labirinto, estrutura que pertence ao 👂ouvido, passa a ser mais bem irrigado e oxigenado, o que ajuda a acabar com tonturas e zumbidos. As áreas do 🧠 cérebro responsáveis pela #memória e pelo #raciocínio ficam mais despertas. O fluxo mais intenso de sangue também auxilia no combate às dores nos💪 braços e nas 🦵pernas
Para mais informações, clique aqui 👇 
#mtc #medicinatradicionachinesa #ginkgobiloba  #suplementosnaturais #Katigua #GrupoNatubell #SaudaveiseFelizes #alimentaçãosaudável #nutricionistas #nutri #bemestar #saúde #qualidadedevida#Drogariasãopaulo#grupobombom#Farmacias#Hpcfarma
  • Você sabia que o ginkgo biloba provoca reações em nosso corpo que vão desde os pés até os ouvidos? 🤔

    Ao fazer uso diário dessa planta #milenar, os vasos sanguíneos se dilatam e o sangue fica menos viscoso (mais “fino”), auxiliando na circulação e transportando com mais facilidade e agilidade o #sangue

    O labirinto, estrutura que pertence ao 👂ouvido, passa a ser mais bem irrigado e oxigenado, o que ajuda a acabar com tonturas e zumbidos. As áreas do 🧠 cérebro responsáveis pela #memória e pelo #raciocínio ficam mais despertas. O fluxo mais intenso de sangue também auxilia no combate às dores nos💪 braços e nas 🦵pernas
    Para mais informações, clique aqui 👇
    #mtc #medicinatradicionachinesa #ginkgobiloba #suplementosnaturais #Katigua #GrupoNatubell #SaudaveiseFelizes #alimentaçãosaudável #nutricionistas #nutri #bemestar #saúde #qualidadedevida#Drogariasãopaulo#grupobombom#Farmacias#Hpcfarma

  •  12  0  5 March, 2020
  • Feliz dia da ressaca! Ou, nem tão feliz assim não é? Hoje nós ''comemoramos'' este dia e vamos te ajudar a se livrar dela pra você que aproveitou os bloquinhos! Aqui na Drogaria São Paulo você encontra opções que vão te dar uma mãozinha, venha conferir!⠀
⠀
#ShoppingGranjaVianna #DrogariaSãoPaulo #Ressaca #Carnaval
  • Feliz dia da ressaca! Ou, nem tão feliz assim não é? Hoje nós ''comemoramos'' este dia e vamos te ajudar a se livrar dela pra você que aproveitou os bloquinhos! Aqui na Drogaria São Paulo você encontra opções que vão te dar uma mãozinha, venha conferir!⠀

    #ShoppingGranjaVianna #DrogariaSãoPaulo #Ressaca #Carnaval

  •  31  0  28 February, 2020
  • Reposted from @alexandrecumino NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismo
  • Reposted from @alexandrecumino NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismo

  •  10  0  21 February, 2020
  • #Repost @paijoaodeangola
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @paijoaodeangola
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  98  4  21 February, 2020
  • #Repost @alexandrecumino
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @alexandrecumino
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  34  1  21 February, 2020
  • #Repost @alexandrecumino (with @report.for.insta)
...
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #Racism
  • #Repost @alexandrecumino (with @report.for.insta)
    ...
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #Racism

  •  9  1  21 February, 2020
  • #Repost @alexandrecumino
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #r
  • #Repost @alexandrecumino
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #r

  •  16  0  21 February, 2020
  • #Repost @alexandrecumino (@get_repost)
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucio
  • #Repost @alexandrecumino (@get_repost)
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucio

  •  18  0  21 February, 2020
  • #Repost @alexandrecumino
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #r
  • #Repost @alexandrecumino
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #r

  •  14  3  21 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismosimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismosimbolico

  •  2,025  236  21 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h,Raquel Pascoal (@quelpascoal ) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
😤😡
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico.
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h,Raquel Pascoal (@quelpascoal ) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
    😤😡

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico.

  •  18  0  21 February, 2020
  • @davidumbanda NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • @davidumbanda NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  7  0  21 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda with @make_repost
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstituci
  • #Repost @davidumbanda with @make_repost
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstituci

  •  11  0  21 February, 2020
  • O Carnaval já vai começar e a gente sabe que você vai se  divertir, dançar, pular e beber na melhor festa do mundo. Pra te ajudar, viemos dar dicas de produtos pra você montar o seu kit ressaca e não passar aperto. Todos esses produtos você vai encontrar na @drogasilshoppinhdabahia e na #DrogariaSãoPaulo. Não esqueça, beba água sem moderação 😉
⠀
#BloquinhoDoSDB #ShoppingDaBahia #SDB
  • O Carnaval já vai começar e a gente sabe que você vai se divertir, dançar, pular e beber na melhor festa do mundo. Pra te ajudar, viemos dar dicas de produtos pra você montar o seu kit ressaca e não passar aperto. Todos esses produtos você vai encontrar na @drogasilshoppinhdabahia e na #DrogariaSãoPaulo. Não esqueça, beba água sem moderação 😉

    #BloquinhoDoSDB #ShoppingDaBahia #SDB

  •  77  0  20 February, 2020
  • #Repost @tatianadiasbla
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @tatianadiasbla
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  17  0  20 February, 2020
  • #Repost @poramorumbanda
• • • • • •
Itaim Bibi

NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo
  • #Repost @poramorumbanda
    • • • • • •
    Itaim Bibi

    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo

  •  624  53  20 February, 2020
  • DENÚNCIA!!
PÚBLICA

NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • DENÚNCIA!!
    PÚBLICA

    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  10  4  20 February, 2020
  • Vai viajar neste feriadão? 😁 Então não se esqueça de dar aquela passadinha aqui na Drogaria São Paulo para comprar os itens básicos para compor a sua nécessaire! 😉 A farmácia funciona diariamente, das 7h às 23h. Mais informações pelo telefone 2500-0125. #comvempatteomogilar #DrogariaSãoPaulo
  • Vai viajar neste feriadão? 😁 Então não se esqueça de dar aquela passadinha aqui na Drogaria São Paulo para comprar os itens básicos para compor a sua nécessaire! 😉 A farmácia funciona diariamente, das 7h às 23h. Mais informações pelo telefone 2500-0125. #comvempatteomogilar #DrogariaSãoPaulo

  •  16  1  20 February, 2020
  • REPASSANDO... NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismosimbolico
  • REPASSANDO... NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #racismosimbolico

  •  27  4  20 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  38  7  20 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda  #DavidUmbanda  #DavidDias  #IntoleranciaReligiosa  #Racismo  #RacismoReligioso  #Candomble  #Terreiro  #Macumba  #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  10  0  20 February, 2020
  • #Repost @paijoaodeangola with @make_repost
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstit
  • #Repost @paijoaodeangola with @make_repost
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstit

  •  82  12  20 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  11  0  20 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  8  0  20 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmband #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • #Repost @davidumbanda
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmband #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  44  1  20 February, 2020
  • 👉🏼@DavidUmbanda NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • 👉🏼@DavidUmbanda NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  9  0  20 February, 2020
  • # #Repost @davidumbanda with @get_repost
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #racismoinstituc
  • # #Repost @davidumbanda with @get_repost
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #racismoinstituc

  •  34  2  20 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  24  1  20 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda with @make_repost
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstituci
  • #Repost @davidumbanda with @make_repost
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstituci

  •  29  1  20 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  8  0  19 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda
• • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #Ra
  • #Repost @davidumbanda
    • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #Ra

  •  42  7  19 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  17  1  19 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional
  • #Repost @davidumbanda (@get_repost)
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional

  •  45  1  19 February, 2020
  • #Repost @davidumbanda
• • • • • •
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #Raci
  • #Repost @davidumbanda
    • • • • • •
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #Raci

  •  18  0  19 February, 2020
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico
  • NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem dia 18/2/20202, às 16:21h, a médium , Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rabanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSimbolico

  •  5  0  19 February, 2020
  • #repost @paijoaodeangola
・・・
NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).
…
#Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSi
  • #repost @paijoaodeangola
    ・・・
    NOTA DE REPÚDIO - RACISMO RELIGIOSO!
    Ontem, às 16:21h, minha filha-de-santo, Raquel Pascoal (@quelpascoal) foi vítima de racismo religioso durante um atendimento na Drogaria São Paulo localizada na Rua Descampado, 22 - Vila Vera/SP(@drogariasaopaulo). Vestindo roupa branca, com a identificação de nosso terreiro, ao solicitar o medicamento à atendente de nome Beatriz, foi surpreendida com a ofensa: “Não vou lhe atender por que você é macumbeira e minha religião não permite”. A presença do gerente da loja foi solicitada de imediato que, de modo ineficaz, prestou o atendimento e ainda questionou sobre as medidas que seriam tomadas pela cliente.

    O fato é que, além da ofensa, da humilhação e dos danos causados à moral, Raquel ainda foi desestimulada a proceder com a reclamação mediante a justificativa da possibilidade de demissão da funcionária Beatriz.

    A tentativa de silenciamento de nossos tambores e apagamento de nossa cultura e de subalternização de tudo o que é “de preto” é cada vez mais ardilosa e obtusa. O despreparo das empresas proporciona a retroalimentação deste racismo institucional e simbólico instaurado silenciosamente na base de valores da maioria das empresas.

    Para todas as Comunidades de Terreiro, é posto que este é o discurso do cristianismo contemporâneo de grande parte das igrejas focadas na angariação de rebanhos desmamados de cognição própria e valores éticos.

    Exigimos o pronunciamento da Drogaria SP (@drogariasaopaulo) e tomadas de medidas imediatas frente a esta situação! Estamos empenhados para que fatos como estes sejam exterminados de nossa sociedade.

    Estamos formalizando esta nota junto à nossa Comissão de Combate à Intolerância Religiosa de nosso terreiro e, do lado de cá, medidas legais serão tomadas, vez que ESSE CRIME É PUNÍVEL COM PENA DE RECLUSÃO DE DOIS A CINCO ANOS nos termos da LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.) “Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer” (Conceição Evaristo).

    #Umbanda #DavidUmbanda #DavidDias #IntoleranciaReligiosa #Racismo #RacismoReligioso #Candomble #Terreiro #Macumba #DrogariaSãoPaulo #DrograriaSP #DrograriaSaoPaulo #RacismoInstitucional #RacismoSi

  •  68  8  19 February, 2020

Top #drogariasãopaulo Posts

  • Atenção aqui que esse é o MELHOR  achado para peles oleosas! 💙

O nome? Serozinc, anota aí pra nunca mais esquecer, vai por mim!🙌🏻 Esse spray da @larocheposaybr é uma daquelas coisas que quem sofre com oleosidade e brilho excessivo sempre quis: um produto multifunção, que pode ser usado quando a gente quiser e, de uma só vez, matifica, reduz a oleosidade, o brilho e os poros, purifica e cuida da pele. Tudo isso sem remover a maquiagem!💘💘💘 Ele custa R$59,90 lá na @drogariasaopaulo e vale muito!

Não esquece de consultar seu dermatologista, claro, e corre pro blog pra ver a resenha completinha, com todos os detalhes. Vem! | Publicidade✨
 #DrogariaSãoPaulo #OndaAzul #Serozinc #LaRochePosay
http://bit.ly/2fp9nr8
  • Atenção aqui que esse é o MELHOR  achado para peles oleosas! 💙

    O nome? Serozinc, anota aí pra nunca mais esquecer, vai por mim!🙌🏻 Esse spray da @larocheposaybr é uma daquelas coisas que quem sofre com oleosidade e brilho excessivo sempre quis: um produto multifunção, que pode ser usado quando a gente quiser e, de uma só vez, matifica, reduz a oleosidade, o brilho e os poros, purifica e cuida da pele. Tudo isso sem remover a maquiagem!💘💘💘 Ele custa R$59,90 lá na @drogariasaopaulo e vale muito!

    Não esquece de consultar seu dermatologista, claro, e corre pro blog pra ver a resenha completinha, com todos os detalhes. Vem! | Publicidade✨
    #DrogariaSãoPaulo #OndaAzul #Serozinc #LaRochePosay
    http://bit.ly/2fp9nr8

  •  5,200  56  26 September, 2017
  • Todas as essências dos sabonetes Cloy você encontra agora nas drogarias Pacheco e São Paulo. Experimente o sabonete que ressignifica seu banho. Conheça também nossa linha de hidratantes.
⠀
#Cloy #DrogariasPacheco #drogariasãopaulo #dpsp #sp
  • Todas as essências dos sabonetes Cloy você encontra agora nas drogarias Pacheco e São Paulo. Experimente o sabonete que ressignifica seu banho. Conheça também nossa linha de hidratantes.

    #Cloy #DrogariasPacheco #drogariasãopaulo #dpsp #sp

  •  150  17  25 August, 2019
  • Nas últimas semanas tenho usado muito o Anthelios Airlicium Antioleosidade FPS 70, da @larocheposaybr , que entrega uma proteção poderosa, coisa que faz muita diferença para quem tem manchas e/ou melasma, como eu.

Ele tem controle inteligente de oleosidade e umidade, tem um PPD super alto (35), deixa minha pele sedosa e consegue o feito de não irritar a minha pele, mesmo nas condições mais extremas, quando ela está bem sensível! 🙌🏻🙌🏻🙌🏻 Tenho feito vários testes aqui no stories com ele, e todos estão salvos nos destaques, em Peles, e lá no blog tem uma resenha completinha, com comparativos e dúvidas de vocês respondidas, tá?

Então, se estiver  precisando de um protetor puro poder, converse com seu dermato sobre esse, vale a pena, garanto!🧡 Ele custa R$69,20 na @drogariasaopaulo , e o link de compra tá no stories! 
Alguém já usou? Conta aí o que achou! 
#DrogariaSãoPaulo #LaRochePosay  #PelesQueContamHistórias #DicasDeBeleza I Publicidade ✨
  • Nas últimas semanas tenho usado muito o Anthelios Airlicium Antioleosidade FPS 70, da @larocheposaybr , que entrega uma proteção poderosa, coisa que faz muita diferença para quem tem manchas e/ou melasma, como eu.

    Ele tem controle inteligente de oleosidade e umidade, tem um PPD super alto (35), deixa minha pele sedosa e consegue o feito de não irritar a minha pele, mesmo nas condições mais extremas, quando ela está bem sensível! 🙌🏻🙌🏻🙌🏻 Tenho feito vários testes aqui no stories com ele, e todos estão salvos nos destaques, em Peles, e lá no blog tem uma resenha completinha, com comparativos e dúvidas de vocês respondidas, tá?

    Então, se estiver precisando de um protetor puro poder, converse com seu dermato sobre esse, vale a pena, garanto!🧡 Ele custa R$69,20 na @drogariasaopaulo , e o link de compra tá no stories!
    Alguém já usou? Conta aí o que achou!
    #DrogariaSãoPaulo #LaRochePosay #PelesQueContamHistórias #DicasDeBeleza I Publicidade ✨

  •  13,460  241  21 June, 2018
  • Não tem coisa melhor que falar de produtos que a gente usa há tempos e ama, né? 😍 De orelhinhas, então, é melhor ainda! Hahaha

É por isso que falo tanto do Anthelios Airlicium FPS 30 Antioleosidade, da @larocheposaybr, e quem acompanha os Stories sabe bem disso! ☺️ Sequinho, cheiroso (protetor que tem cheiro de maresia me acaba!🙈), deixa a pele sedosa, sem brilho, segura bem a oleosidade, tem boa proteção UVA (13)/UVB, dá uma minimizada nos poros e segura bem a minha oleosidade no dia a dia. ☀️🙌🏻 Pra mim, que tenho a pele super oleosa e reativa, ele é um verdadeiro achado, porque além do sensorial superior, coisa rara nos filtros nacionais, não irrita a minha pele, acredito que pela presença, na composição, da Água Termal La Roche-Posay (cês viram no Stories a que comprei hoje? Queria que a marca fizesse uma versão de litro!😂)💦! Ah, e pra não perder o costume: antes de usar qualquer produto, consulte seu dermatologista, isso faz TODA diferença, viu?

Ele custa R$ 77,15 na @drogariasaopaulo (tem link de compra no Stories!) e no blog tem post completinho sobre ele, com a opinião de várias de vocês, tanto daqui quanto do grupo do Facebook, vem ver! ❤️ #DrogariaSãoPaulo #LaRochePosay  #PelesQueContamHistórias I Publicidade ✨
  • Não tem coisa melhor que falar de produtos que a gente usa há tempos e ama, né? 😍 De orelhinhas, então, é melhor ainda! Hahaha

    É por isso que falo tanto do Anthelios Airlicium FPS 30 Antioleosidade, da @larocheposaybr, e quem acompanha os Stories sabe bem disso! ☺️ Sequinho, cheiroso (protetor que tem cheiro de maresia me acaba!🙈), deixa a pele sedosa, sem brilho, segura bem a oleosidade, tem boa proteção UVA (13)/UVB, dá uma minimizada nos poros e segura bem a minha oleosidade no dia a dia. ☀️🙌🏻 Pra mim, que tenho a pele super oleosa e reativa, ele é um verdadeiro achado, porque além do sensorial superior, coisa rara nos filtros nacionais, não irrita a minha pele, acredito que pela presença, na composição, da Água Termal La Roche-Posay (cês viram no Stories a que comprei hoje? Queria que a marca fizesse uma versão de litro!😂)💦! Ah, e pra não perder o costume: antes de usar qualquer produto, consulte seu dermatologista, isso faz TODA diferença, viu?

    Ele custa R$ 77,15 na @drogariasaopaulo (tem link de compra no Stories!) e no blog tem post completinho sobre ele, com a opinião de várias de vocês, tanto daqui quanto do grupo do Facebook, vem ver! ❤️ #DrogariaSãoPaulo #LaRochePosay   #PelesQueContamHistórias I Publicidade ✨

  •  21,616  270  18 May, 2018
  • Bem... estou tentando digerir um acontecido de ontem, resolvi por pra fora, pq tá entalado em minha garganta!
....
Em resposta a moça, e de sua família mto mal educados, que tropecei ontem no estacionamento da #DrogariaSãoPaulo aqui em #Paulínia, e claro!, que a moçoila estava c seu carrinho estacionada na vaga de deficiente, só tenho uma coisa pra lhe dizer: SINTO MTO POR VC NÃO TER UMA LIZ EM SUA VIDA!! 💝 
Lhe digo mais, não somente a Liz, mas tbm suas irmãs, que faz de minha vida melhor cada dia que passa, elas me mostram o CAMINHO DO QUAL NÃO QUERO SEGUIR .... e sim o caminho que quero sempre estar!! O caminho do respeito, respeito ao próximo, do caráter, da humildade, da empatia, O CAMINHO DO BEM! Pois é esse o exemplo de caminho que quero deixar a elas, minhas filhas!
...
P vc, minha querida Mal Educada favorita, incluo em minhas orações, pra que Deus abençoe seus dias e faça de sua vida, o q Ele faz todos os dias na minha!!! 🙏🏻
E que seus filhos, que estavam presentes tenham discernimento para escolher o caminho oposto do da mãe, ou seja lá o q vc for dessas crianças! 
Deus os abençoe mto! 🙏🏻❤️
  • Bem... estou tentando digerir um acontecido de ontem, resolvi por pra fora, pq tá entalado em minha garganta!
    ....
    Em resposta a moça, e de sua família mto mal educados, que tropecei ontem no estacionamento da #DrogariaSãoPaulo aqui em #Paulínia, e claro!, que a moçoila estava c seu carrinho estacionada na vaga de deficiente, só tenho uma coisa pra lhe dizer: SINTO MTO POR VC NÃO TER UMA LIZ EM SUA VIDA!! 💝
    Lhe digo mais, não somente a Liz, mas tbm suas irmãs, que faz de minha vida melhor cada dia que passa, elas me mostram o CAMINHO DO QUAL NÃO QUERO SEGUIR .... e sim o caminho que quero sempre estar!! O caminho do respeito, respeito ao próximo, do caráter, da humildade, da empatia, O CAMINHO DO BEM! Pois é esse o exemplo de caminho que quero deixar a elas, minhas filhas!
    ...
    P vc, minha querida Mal Educada favorita, incluo em minhas orações, pra que Deus abençoe seus dias e faça de sua vida, o q Ele faz todos os dias na minha!!! 🙏🏻
    E que seus filhos, que estavam presentes tenham discernimento para escolher o caminho oposto do da mãe, ou seja lá o q vc for dessas crianças!
    Deus os abençoe mto! 🙏🏻❤️

  •  210  17  23 June, 2018