#clinicagergin Instagram Photos & Videos

Latest #clinicagergin Posts

  • Bom dia! Um dos livros das férias foi o dessa linda! Mulher sensacional que a Gisele. Adoro biografias. E essa me identifiquei muito porque a meditação e as práticas de Ioga, no meu caso do método DeRose, mudaram a chavinha do meu cérebro para melhor como ela conta que foi com ela também. E esses são os aprendizados que ela cita e escreve  sobre ao longo do livro. Amei, concordo e recomendo!
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Bom dia! Um dos livros das férias foi o dessa linda! Mulher sensacional que a Gisele. Adoro biografias. E essa me identifiquei muito porque a meditação e as práticas de Ioga, no meu caso do método DeRose, mudaram a chavinha do meu cérebro para melhor como ela conta que foi com ela também. E esses são os aprendizados que ela cita e escreve sobre ao longo do livro. Amei, concordo e recomendo!

  •  64  1  27 January, 2019
  • Boa tarde! E o tratamento para miomas submucosos, aqueles que ficam dentro da cavidade é por histeroscopia. O procedimento é via vaginal. Entramos pela vagina, passamos pelo canal endocervical com o aparelho que tem uma câmera acoplada e chegamos a cavidade do útero (a casinha do bebê). Lá encontramos o mioma e vamos aos poucos soltando esse tumor da parede do útero, buscando preservar ao máximo a chamada pseudocápsula. Esse é o grande lance dessa cirurgia!!! Essa preservação! Fazendo isso a cirurgia vai ter menos sangramento e a mulher que pretende engravidar, terá mais chances do que se danificarmos essa estrutura. A cirurgia tem recuperação rápida, a mulher pode ir embora do hospital no mesmo dia.  Um detalhe importante, se o mioma for grandão, pode ser que a cirurgiã não consiga tirar tudo em um tempo cirúrgico apenas. Daí será necessário um segundo tempo, pelo menos 1-2 meses depois. isso tudo tem que ser bem explicado antes da primeira cirurgia, né?
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! E o tratamento para miomas submucosos, aqueles que ficam dentro da cavidade é por histeroscopia. O procedimento é via vaginal. Entramos pela vagina, passamos pelo canal endocervical com o aparelho que tem uma câmera acoplada e chegamos a cavidade do útero (a casinha do bebê). Lá encontramos o mioma e vamos aos poucos soltando esse tumor da parede do útero, buscando preservar ao máximo a chamada pseudocápsula. Esse é o grande lance dessa cirurgia!!! Essa preservação! Fazendo isso a cirurgia vai ter menos sangramento e a mulher que pretende engravidar, terá mais chances do que se danificarmos essa estrutura. A cirurgia tem recuperação rápida, a mulher pode ir embora do hospital no mesmo dia. Um detalhe importante, se o mioma for grandão, pode ser que a cirurgiã não consiga tirar tudo em um tempo cirúrgico apenas. Daí será necessário um segundo tempo, pelo menos 1-2 meses depois. isso tudo tem que ser bem explicado antes da primeira cirurgia, né?

  •  45  2  26 January, 2019
  • Boa tarde! Feliz aniversário para minha cidade! Amo essa correria, amo o que ela proporciona de trabalho, educação, cultura e lazer! Nasci aqui e adoro! Claro que ela tem problemas, mas ainda assim sou apaixonada!  E como aqui é a terra do trabalho, vamos continuar no tema da semana em homenagem a São Paulo. ⠀
Miomectomia - retirada de miomas. Miomas intramurais e subserosos quando causam sintomas podem ser retirados por via laparoscópica  ou robótica. Miomectomias não são procedimentos simples, sempre há risco de virar uma retirada do útero. De ter muito sangramento e precisar de transfusão. É claro que, realizada por especialistas bem capacitados, tendo sido uma cirurgia bem indicada, os riscos disso acontecer são baixos. Mas a mulher precisa estar bem consciente e com todas as dúvidas sanadas! O tempo de cirurgia varia de acordo com o tipo de mioma, tamanho, localização de cada mioma e quantos miomas a serem retirados. O tempo de recuperação também pode variar. E é preciso alguns meses 3-6 meses para que tenhamos segurança para liberar a mulher para tentar engravidar se ela quiser. A cirurgia robótica, pode trazer alguns benefícios. Ainda tem dúvidas? Me conta aqui nos comentários! ⠀ ⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Feliz aniversário para minha cidade! Amo essa correria, amo o que ela proporciona de trabalho, educação, cultura e lazer! Nasci aqui e adoro! Claro que ela tem problemas, mas ainda assim sou apaixonada! E como aqui é a terra do trabalho, vamos continuar no tema da semana em homenagem a São Paulo. ⠀
    Miomectomia - retirada de miomas. Miomas intramurais e subserosos quando causam sintomas podem ser retirados por via laparoscópica ou robótica. Miomectomias não são procedimentos simples, sempre há risco de virar uma retirada do útero. De ter muito sangramento e precisar de transfusão. É claro que, realizada por especialistas bem capacitados, tendo sido uma cirurgia bem indicada, os riscos disso acontecer são baixos. Mas a mulher precisa estar bem consciente e com todas as dúvidas sanadas! O tempo de cirurgia varia de acordo com o tipo de mioma, tamanho, localização de cada mioma e quantos miomas a serem retirados. O tempo de recuperação também pode variar. E é preciso alguns meses 3-6 meses para que tenhamos segurança para liberar a mulher para tentar engravidar se ela quiser. A cirurgia robótica, pode trazer alguns benefícios. Ainda tem dúvidas? Me conta aqui nos comentários! ⠀ ⠀

  •  36  5  25 January, 2019
  • Boa tarde meus preferidos e preferidas!! Existem basicamente 3 tipos de miomas. Os que ficam dentro do útero, chamados submucosos que causam sangramento e por estarem dentro da "casinha do bebê", podem impedir que a mulher engravide ou causar abortos. Os INTRAMURAIS  são aqueles que ficam na parede do útero, se forem grandes podem comprimir outros órgãos como bexiga ou intestinos. Podem encostar na camada interna e também aumentar o sangramento. E os SUBSEROSOS, que ficam na camada mais externa do útero, esses podem ser grandes e causar aumento do volume da barriga também, compressão de outros órgãos, dor pélvica. O que fazer  para prevenir miomas? Já contei ontem? Se não viu só voltar uma foto. E para tratar? Amanhã! ⠀ ⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde meus preferidos e preferidas!! Existem basicamente 3 tipos de miomas. Os que ficam dentro do útero, chamados submucosos que causam sangramento e por estarem dentro da "casinha do bebê", podem impedir que a mulher engravide ou causar abortos. Os INTRAMURAIS são aqueles que ficam na parede do útero, se forem grandes podem comprimir outros órgãos como bexiga ou intestinos. Podem encostar na camada interna e também aumentar o sangramento. E os SUBSEROSOS, que ficam na camada mais externa do útero, esses podem ser grandes e causar aumento do volume da barriga também, compressão de outros órgãos, dor pélvica. O que fazer para prevenir miomas? Já contei ontem? Se não viu só voltar uma foto. E para tratar? Amanhã! ⠀ ⠀

  •  45  13  23 January, 2019
  • Boa tarde preferidas e preferidos da minha vida! A causa dos miomas é desconhecida. Miomas parecem responder aos hormônios femininos estrogênio e progesterona. Também sabe-se que algumas mulheres têm genes específicos que aumentam as chances da mulher e das mulheres da família terem.  Também sabemos que é mais comum em mulheres negras.  Também sabe-se que mulheres obesas, mulheres que ingerem álcool em excesso, carne vermelha parecem ter mais chances de desenvolver miomas. Então, se você ainda estava atrás de um bom motivo para melhorar seus hábitos, começar a se exercitar, se alimentar melhor. Achou! Melhores hábitos podem te ajudar a não ter miomas! E por que é importante não ter miomas? Escrevo sobre os sintomas amanhã. ⠀ ⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde preferidas e preferidos da minha vida! A causa dos miomas é desconhecida. Miomas parecem responder aos hormônios femininos estrogênio e progesterona. Também sabe-se que algumas mulheres têm genes específicos que aumentam as chances da mulher e das mulheres da família terem. Também sabemos que é mais comum em mulheres negras. Também sabe-se que mulheres obesas, mulheres que ingerem álcool em excesso, carne vermelha parecem ter mais chances de desenvolver miomas. Então, se você ainda estava atrás de um bom motivo para melhorar seus hábitos, começar a se exercitar, se alimentar melhor. Achou! Melhores hábitos podem te ajudar a não ter miomas! E por que é importante não ter miomas? Escrevo sobre os sintomas amanhã. ⠀ ⠀

  •  54  5  22 January, 2019
  • Bom dia! Feliz dia do Farmacêutico! Esses profissionais maravilhosos que atuam no hospital, nas drogarias, na indústria e nos ajudam tanto em pesquisas. Sem vocês nada seria possível quando falamos de tratamento de doenças como endometriose, adenomiose e miomas. Porque precisamos de medicamentos seja para cuidar da dor, seja para nos ajudar a controlar sintomas. Então, parabéns pelo dia de vocês! Tenha a honra e felicidade de ter conhecido alguns maravilhosos, então beijo aqui meu abraço a cada um! ⠀ ⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Bom dia! Feliz dia do Farmacêutico! Esses profissionais maravilhosos que atuam no hospital, nas drogarias, na indústria e nos ajudam tanto em pesquisas. Sem vocês nada seria possível quando falamos de tratamento de doenças como endometriose, adenomiose e miomas. Porque precisamos de medicamentos seja para cuidar da dor, seja para nos ajudar a controlar sintomas. Então, parabéns pelo dia de vocês! Tenha a honra e felicidade de ter conhecido alguns maravilhosos, então beijo aqui meu abraço a cada um! ⠀ ⠀

  •  26  1  20 January, 2019
  • Boa tarde! Frase hoje no sábado para variar um pouco e inspirar o fim de semana inteirinho de vocês! Escolhi essa frase para completar o post de ontem sobre preservar a fertilidade. Sobre se planejar para não fracassar na hora da maternidade! Cuidem-se! E se precisarem, contem comigo! Ótimo Sábado!
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Frase hoje no sábado para variar um pouco e inspirar o fim de semana inteirinho de vocês! Escolhi essa frase para completar o post de ontem sobre preservar a fertilidade. Sobre se planejar para não fracassar na hora da maternidade! Cuidem-se! E se precisarem, contem comigo! Ótimo Sábado!

  •  64  3  19 January, 2019
  • Boa tarde minhas preferidas e preferidos! O mês de janeiro já está na metade e você já começou a colocar em prática as mudanças que se propôs para esse ano? Se não ou se sim, te convido a ficar aqui comigo o ano todo, ativa as notificações de posts, porque aqui em todos os posts sempre busco incentivar minhas pacientes a ter hábitos de vida mais saudáveis e com isso uma vida mais feliz e cheia de qualidade! E falando nisso, tratamentos conservadores para síndrome pré-menstrual (TPM) podem e DEVEM ser recomendados primeiro e SEMPRE como único tratamento ou como complementação a tratamentos medicamentosos, incluindo exercícios regulares - que pode ser uma caminhada simples, técnicas de relaxamento, MEDITAÇÃO ou outras técnicas de gerenciamento de estresse - já tentou Yoga? Técnicas alternativas como as da medicina chinesa e suplementação com vitaminas e minerais também podem ser uma alternativa. Essas terapias aliviam os sintomas em algumas mulheres e têm poucos ou nenhum efeito colateral. Se estas terapias não trouxerem alívio suficiente, a medicação pode ser considerada como uma segunda opção. Agende uma consulta com a ginecologista e esclareça suas dúvidas! Adoraria um comentário seu me contando se está gostando ou não da série! Vamos juntos?

Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho  #tpm #visiteagineco #tratamentotpm
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde minhas preferidas e preferidos! O mês de janeiro já está na metade e você já começou a colocar em prática as mudanças que se propôs para esse ano? Se não ou se sim, te convido a ficar aqui comigo o ano todo, ativa as notificações de posts, porque aqui em todos os posts sempre busco incentivar minhas pacientes a ter hábitos de vida mais saudáveis e com isso uma vida mais feliz e cheia de qualidade! E falando nisso, tratamentos conservadores para síndrome pré-menstrual (TPM) podem e DEVEM ser recomendados primeiro e SEMPRE como único tratamento ou como complementação a tratamentos medicamentosos, incluindo exercícios regulares - que pode ser uma caminhada simples, técnicas de relaxamento, MEDITAÇÃO ou outras técnicas de gerenciamento de estresse - já tentou Yoga? Técnicas alternativas como as da medicina chinesa e suplementação com vitaminas e minerais também podem ser uma alternativa. Essas terapias aliviam os sintomas em algumas mulheres e têm poucos ou nenhum efeito colateral. Se estas terapias não trouxerem alívio suficiente, a medicação pode ser considerada como uma segunda opção. Agende uma consulta com a ginecologista e esclareça suas dúvidas! Adoraria um comentário seu me contando se está gostando ou não da série! Vamos juntos?

    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #tpm #visiteagineco #tratamentotpm

  •  27  2  15 January, 2019
  • Boa tarde minhas preferidas e preferidos! Você que está lendo esse post, já me segue? Ainda não? Então antes de continuar a ler, clica lá no SEGUIR para me incentivar a continuar escrevendo esse conteúdo exclusivo sobre saúde da mulher aqui para vocês. Quem aí já teve TPM no meio daquela viagem mara, ou bem na época de fechamento do mês da empresa sabe o quanto a TPM pode atrapalhar a vida da pessoa que tem e das pessoas que estão ao nosso redor, né? A lista de sintomas possíveis da síndrome pré-menstrual (TPM) é enorme, não é preciso ter tudo isso. Independente do número de sintomas que você apresenta antes da menstruação, o que importa é: eles atrapalham a sua vida? Se a resposta é sim, procure a ginecologista e se informe sobre possíveis tratamentos! Segue a lista:
● Tristeza, desesperança ou sentimentos de inutilidade
● tensão, ansiedade ou "nervosismo"
● Humor variável com choro frequente
● Irritabilidade, raiva e conflito persistentes com familiares, colegas de trabalho ou amigos
● Diminuição do interesse em atividades usuais
● dificuldade de concentração
● Fadiga, letargia ou falta de energia
● Alterações no apetite, que podem incluir compulsão alimentar ou desejo por determinados alimentos
● Excesso de sono ou dificuldade em dormir
●Sentimentos de estar sobrecarregado ou fora de controle
● Sensibilidade nos seios ou inchaço, dores de cabeça, dores nas articulações ou nos músculos, ganho de peso 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #TPM #irritabilidade #tensaoprémenstrual
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde minhas preferidas e preferidos! Você que está lendo esse post, já me segue? Ainda não? Então antes de continuar a ler, clica lá no SEGUIR para me incentivar a continuar escrevendo esse conteúdo exclusivo sobre saúde da mulher aqui para vocês. Quem aí já teve TPM no meio daquela viagem mara, ou bem na época de fechamento do mês da empresa sabe o quanto a TPM pode atrapalhar a vida da pessoa que tem e das pessoas que estão ao nosso redor, né? A lista de sintomas possíveis da síndrome pré-menstrual (TPM) é enorme, não é preciso ter tudo isso. Independente do número de sintomas que você apresenta antes da menstruação, o que importa é: eles atrapalham a sua vida? Se a resposta é sim, procure a ginecologista e se informe sobre possíveis tratamentos! Segue a lista:
    ● Tristeza, desesperança ou sentimentos de inutilidade
    ● tensão, ansiedade ou "nervosismo"
    ● Humor variável com choro frequente
    ● Irritabilidade, raiva e conflito persistentes com familiares, colegas de trabalho ou amigos
    ● Diminuição do interesse em atividades usuais
    ● dificuldade de concentração
    ● Fadiga, letargia ou falta de energia
    ● Alterações no apetite, que podem incluir compulsão alimentar ou desejo por determinados alimentos
    ● Excesso de sono ou dificuldade em dormir
    ●Sentimentos de estar sobrecarregado ou fora de controle
    ● Sensibilidade nos seios ou inchaço, dores de cabeça, dores nas articulações ou nos músculos, ganho de peso
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #TPM #irritabilidade #tensaoprémenstrual

  •  34  1  12 January, 2019
  • Boa tarde minhas preferidas e preferidos! Uma das queixas mais frequentes aqui na clínica é sem dúvida relacionado a sintomas pré-menstruais. Quem tem? Quem convive com alguém que tem? Então, se você já teve a primeira TPM do ano ou está preocupada porque a sua deve estar chegando, curta esse post para me incentivar a escrever essa série! A síndrome pré-menstrual (SPM) ou TPM refere-se a um grupo de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem em um padrão cíclico durante a segunda metade do ciclo menstrual. Transtorno disfórico pré-menstrual  é a forma grave de TPM. Os sintomas comuns incluem raiva, irritabilidade, depressão e tensão interna que são graves o suficiente para interferir nas atividades diárias.
A TPM leve é comum, afetando até 75% das mulheres com ciclos menstruais regulares; a forma mais grave afeta apenas 3 a 8 % das mulheres. Essa condição pode afetar mulheres de qualquer origem socioeconômica, cultural ou étnica. Mas o que fazer? Acompanhe a série! Mande perguntas! Vamos juntos? 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho  #TPM #irritabilidade #tensaoprémenstrual
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Boa tarde minhas preferidas e preferidos! Uma das queixas mais frequentes aqui na clínica é sem dúvida relacionado a sintomas pré-menstruais. Quem tem? Quem convive com alguém que tem? Então, se você já teve a primeira TPM do ano ou está preocupada porque a sua deve estar chegando, curta esse post para me incentivar a escrever essa série! A síndrome pré-menstrual (SPM) ou TPM refere-se a um grupo de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem em um padrão cíclico durante a segunda metade do ciclo menstrual. Transtorno disfórico pré-menstrual é a forma grave de TPM. Os sintomas comuns incluem raiva, irritabilidade, depressão e tensão interna que são graves o suficiente para interferir nas atividades diárias.
    A TPM leve é comum, afetando até 75% das mulheres com ciclos menstruais regulares; a forma mais grave afeta apenas 3 a 8 % das mulheres. Essa condição pode afetar mulheres de qualquer origem socioeconômica, cultural ou étnica. Mas o que fazer? Acompanhe a série! Mande perguntas! Vamos juntos?
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #TPM #irritabilidade #tensaoprémenstrual

  •  32  2  11 January, 2019
  • Boa tarde! Se você é adolescente ou mãe de adolescente esse post é pra você! DST na adolescência! O desenvolvimento psicossocial do adolescente normal engloba um desejo de autonomia (se virar sozinha) e um aumento nos comportamentos de risco, tornando os adolescentes particularmente vulneráveis às doenças do sexo.  A adolescência inicial começa  nos primeiros anos da 2ª década e é marcada pelo rápido crescimento físico e pela desenvolvimento de características sexuais secundárias: pêlos, formas mais femininas e mamas.  Além da menstruação, que fecha o ciclo da puberdade. 
A adolescência média começa aos 14 anos e termina por volta dos 17 aos 18, e é marcada pelo amadurecimento dos sistemas reprodutivos e pela obtenção da estatura física adulta. O aumento do interesse sexual e comportamentos sexuais são característicos da adolescência média. A idade média do primeiro coito é de aproximadamente 16 anos entre os adolescentes, mas a idade é menor em certas populações, como jovens dos bairros mais carentes. O final da adolescência termina com a transição para a idade adulta jovem e está associado a altos níveis de atividade sexual para grande parte das pessoas dessa faixa etária e aquisição de DSTs. A educação sexual deve começar em casa pelos pais ou responsáveis, também acredito que isso deva acontecer nas escolas e com um reforço positivo da ginecologista em consultas de rotina, porque os adolescentes irão conversar entre si e quanto mais informação de qualidade receberem, mais chances teremos de que se inicie uma vida sexual de forma consciente e saudável. Conversar e informar sobre sexo não aumenta a vontade de fazer sexo nem as chances disso acontecer. Conversar sobre sexo de forma aberta, sem preconceitos, faz com que criemos adultos com sexualidade saudável. Usar camisinha, prevenir gravidez, ensinar sobre o próprio corpo e esclarecer dúvidas sobre masturbação são alguns dos temas importantes a serem abordados.
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Se você é adolescente ou mãe de adolescente esse post é pra você! DST na adolescência! O desenvolvimento psicossocial do adolescente normal engloba um desejo de autonomia (se virar sozinha) e um aumento nos comportamentos de risco, tornando os adolescentes particularmente vulneráveis às doenças do sexo. A adolescência inicial começa nos primeiros anos da 2ª década e é marcada pelo rápido crescimento físico e pela desenvolvimento de características sexuais secundárias: pêlos, formas mais femininas e mamas. Além da menstruação, que fecha o ciclo da puberdade.
    A adolescência média começa aos 14 anos e termina por volta dos 17 aos 18, e é marcada pelo amadurecimento dos sistemas reprodutivos e pela obtenção da estatura física adulta. O aumento do interesse sexual e comportamentos sexuais são característicos da adolescência média. A idade média do primeiro coito é de aproximadamente 16 anos entre os adolescentes, mas a idade é menor em certas populações, como jovens dos bairros mais carentes. O final da adolescência termina com a transição para a idade adulta jovem e está associado a altos níveis de atividade sexual para grande parte das pessoas dessa faixa etária e aquisição de DSTs. A educação sexual deve começar em casa pelos pais ou responsáveis, também acredito que isso deva acontecer nas escolas e com um reforço positivo da ginecologista em consultas de rotina, porque os adolescentes irão conversar entre si e quanto mais informação de qualidade receberem, mais chances teremos de que se inicie uma vida sexual de forma consciente e saudável. Conversar e informar sobre sexo não aumenta a vontade de fazer sexo nem as chances disso acontecer. Conversar sobre sexo de forma aberta, sem preconceitos, faz com que criemos adultos com sexualidade saudável. Usar camisinha, prevenir gravidez, ensinar sobre o próprio corpo e esclarecer dúvidas sobre masturbação são alguns dos temas importantes a serem abordados.

  •  29  1  10 January, 2019
  • Boa tarde preferidas e preferidos! Algumas mulheres ainda acham que doenças sexualmente transmissíveis só acontecem com os outros. Escuto muito aqui na clínica frases como, "mas foi só uma vez sem camisinha", "mas ele é tão bonito, como podia imaginar que ía me passar isso?", " Mas eu namoro, sou casada  e só transo com essa pessoa"etc. Chlamydia Trachomatis, Neisseria Gonorrhoeae, Sífilis, HIV, Herpes, Cancro, Trichomonas vaginalis, HPV - em forma de Condiloma acuminado e ou lesões pré-câncer de colo uterino, Mycoplasma Genitalium, Linfogranuloma Venéreo, Hepatite B e C: são alguns exemplos de doenças sexualmente transmissíveis que QUALQUER pessoa sexualmente ativa está sujeita a adquirir, independente de condição sócio cultural, econômica, raça, credo, orientação sexual ou estado civil. Claro que há fatores de risco, entre eles número de parceiros sexuais, ter começado mais cedo a ter relações, uso de álcool em excesso, uso de drogas, entre outros. Algumas dessas doenças tem prevenção com vacina, como a Hepatite B e HPV (alguns subtipos), para a maioria a única proteção é usar preservativo em toda e qualquer relação sexual. Isso vale para sexo anal e oral também. No verão as pessoas tendem a ficar mais soltas, mais livres, o que é maravilhoso! A vida é linda e deve ser aproveitada, mas se fizermos isso com segurança e responsabilidade, será ainda melhor porque só levaremos das férias as fotos e boas lembranças. Ninguém quer voltar trazendo na mala uma verruga, uma ferida, um corrimento, ou até uma doença mais séria e sem cura, certo? Cuide-se! Use camisinha! 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #dst #verão #usecamisinha #camisinhasempre #sexualidade #empoderamentofeminino #girlpower
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde preferidas e preferidos! Algumas mulheres ainda acham que doenças sexualmente transmissíveis só acontecem com os outros. Escuto muito aqui na clínica frases como, "mas foi só uma vez sem camisinha", "mas ele é tão bonito, como podia imaginar que ía me passar isso?", " Mas eu namoro, sou casada e só transo com essa pessoa"etc. Chlamydia Trachomatis, Neisseria Gonorrhoeae, Sífilis, HIV, Herpes, Cancro, Trichomonas vaginalis, HPV - em forma de Condiloma acuminado e ou lesões pré-câncer de colo uterino, Mycoplasma Genitalium, Linfogranuloma Venéreo, Hepatite B e C: são alguns exemplos de doenças sexualmente transmissíveis que QUALQUER pessoa sexualmente ativa está sujeita a adquirir, independente de condição sócio cultural, econômica, raça, credo, orientação sexual ou estado civil. Claro que há fatores de risco, entre eles número de parceiros sexuais, ter começado mais cedo a ter relações, uso de álcool em excesso, uso de drogas, entre outros. Algumas dessas doenças tem prevenção com vacina, como a Hepatite B e HPV (alguns subtipos), para a maioria a única proteção é usar preservativo em toda e qualquer relação sexual. Isso vale para sexo anal e oral também. No verão as pessoas tendem a ficar mais soltas, mais livres, o que é maravilhoso! A vida é linda e deve ser aproveitada, mas se fizermos isso com segurança e responsabilidade, será ainda melhor porque só levaremos das férias as fotos e boas lembranças. Ninguém quer voltar trazendo na mala uma verruga, uma ferida, um corrimento, ou até uma doença mais séria e sem cura, certo? Cuide-se! Use camisinha!
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #dst #verão #usecamisinha #camisinhasempre #sexualidade #empoderamentofeminino #girlpower

  •  16  0  9 January, 2019
  • Boa tarde!!! Sempre com o verão começando, eu levanto a questão das doenças sexualmente transmissíveis e não é à toa. Muita gente vive o verão como se não houvesse amanhã, né?  As infecções por transmissão sexual são um grande problema de saúde pública. Frequentemente não causam nenhum sintoma e podem levar a várias complicações, muitas delas irreparáveis. O objetivo imediato do rastreamento de DST é identificar e tratar pessoas infectadas antes de desenvolver complicações e identificar, testar e tratar seus parceiros sexuais para prevenir a transmissão e as reinfecções. Mas antes do rastreamento, ou seja, fazer exames para saber se a pessoa já tem a doença, cabe a todos tentar nos prevenir!! O melhor jeito de prevenir ainda é o uso de preservativo em todas as relações! Vejo que cada dia mais meninas não estão querendo usar camisinha, isso é extremamente perigoso. Não passo um dia no consultório sem atender alguém com algum tipo de DST!! Quem é minha paciente sabe que eu insisto que usem, né? E também na vacinação contra o HPV e as hepatites, B e A. Ah, e também lavar as mãos antes e depois do sexo. Cuidem-se e aproveitem muito o verão, mas com responsabilidade! 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #verão #dst #hpv #usecamisinha #sexosaudavel
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde!!! Sempre com o verão começando, eu levanto a questão das doenças sexualmente transmissíveis e não é à toa. Muita gente vive o verão como se não houvesse amanhã, né? As infecções por transmissão sexual são um grande problema de saúde pública. Frequentemente não causam nenhum sintoma e podem levar a várias complicações, muitas delas irreparáveis. O objetivo imediato do rastreamento de DST é identificar e tratar pessoas infectadas antes de desenvolver complicações e identificar, testar e tratar seus parceiros sexuais para prevenir a transmissão e as reinfecções. Mas antes do rastreamento, ou seja, fazer exames para saber se a pessoa já tem a doença, cabe a todos tentar nos prevenir!! O melhor jeito de prevenir ainda é o uso de preservativo em todas as relações! Vejo que cada dia mais meninas não estão querendo usar camisinha, isso é extremamente perigoso. Não passo um dia no consultório sem atender alguém com algum tipo de DST!! Quem é minha paciente sabe que eu insisto que usem, né? E também na vacinação contra o HPV e as hepatites, B e A. Ah, e também lavar as mãos antes e depois do sexo. Cuidem-se e aproveitem muito o verão, mas com responsabilidade!
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #verão #dst #hpv #usecamisinha #sexosaudavel

  •  22  0  7 January, 2019
  • Bom dia! Último domingo do ano! O réveillon é das épocas que mais gosto desde sempre! Adoro esse clima de renovação! De novas chances, de novas esperanças e de novas oportunidades! Se ainda não fez, que tal fazer uma retrospectiva de seu ano e aproveitar para colocar por escrito o que quer melhorar em 2019?  Escrever nos ajuda a realizar, é o primeiro passo concreto. Estabelecidos os objetivos para o novo ano, divida as metas maiores em várias metas de curto prazo e o que você fará para atingi-las, assim fica mais fácil realizá-las Coloque isso escrito em algum lugar que você visualize com frequência. Isso vai ajudar seu cérebro a se lembrar. Depois fique em silencio por alguns minutos, feche os olhos, respire com calma e se imagine realizando cada uma dessas coisas. Imagine a cena com o máximo de detalhes que conseguir! Faça esse exercício sempre que puder! Além claro, de fazer sua parte para que as metas se cumpram, né? Nada vem sem esforço e dedicação!  E bora fazer acontecer em 2019! Com muita alegria e disposição! 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologjcaem. #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora 
#amomeutrabalho #renovação #vem2019 #felizanonovo #feliz2019
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Bom dia! Último domingo do ano! O réveillon é das épocas que mais gosto desde sempre! Adoro esse clima de renovação! De novas chances, de novas esperanças e de novas oportunidades! Se ainda não fez, que tal fazer uma retrospectiva de seu ano e aproveitar para colocar por escrito o que quer melhorar em 2019? Escrever nos ajuda a realizar, é o primeiro passo concreto. Estabelecidos os objetivos para o novo ano, divida as metas maiores em várias metas de curto prazo e o que você fará para atingi-las, assim fica mais fácil realizá-las Coloque isso escrito em algum lugar que você visualize com frequência. Isso vai ajudar seu cérebro a se lembrar. Depois fique em silencio por alguns minutos, feche os olhos, respire com calma e se imagine realizando cada uma dessas coisas. Imagine a cena com o máximo de detalhes que conseguir! Faça esse exercício sempre que puder! Além claro, de fazer sua parte para que as metas se cumpram, né? Nada vem sem esforço e dedicação! E bora fazer acontecer em 2019! Com muita alegria e disposição!
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologjcaem. #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora
    #amomeutrabalho #renovação #vem2019 #felizanonovo #feliz2019

  •  25  1  30 December, 2018
  • Boa tarde! E os copos coletores menstruais? Alguém aí já usou e quer dividir sua experiencia com a gente? O coletor menstrual nada mais é que o copinho maleável que deve ser introduzido pela mulher dentro da vagina para coletar o sangue menstrual. Vantagens: economia financeira, algumas marcas se bem cuidadas prometem durar até 10 anos. Sustentabilidade: a natureza agradece menos absorventes externos e internos nos lixões do mundo. Mais conforto: menos alergias. Muitas mulheres ficam com irritações a cada menstruação, se bem colocados os copinhos nem são percebidos! Podem ser usados por até 8 horas direto, dá até para dormir com ele! Passar o dia na praia, sem se preocupar em trocar, lembrando que o Absorvente interno precisa ser trocado a cada 4 horas!!! Agora também tem a versão descartável para quem ainda acha "meio demais" ter que lavar e esterilizar o copinho. A parte mais legal do copinho para mim é o autoconhecimento, a mulher vai precisar se tocar, conhecer o próprio corpo para colocar e retirar o copo.  Para muitas mulheres, é a primeira vez que terão esse contato mais íntimo e isso vai acabar quebrando alguns tabus e pode ajudar a ter uma melhora na sexualidade. E aí? O que preferem? Copinho ou absorvente interno para praia e piscina? Me contem! E boa diversão! Agora não tem mais desculpa para ficar de shorts preto e fora da água só porque está menstruada! Postem foto na praia e me marquem quero ver todo mundo se divertindo independente da menstruação!  Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #menstruação #absorventeinterno  #absorventeíntimo #absorventeexterno #copocoletor #verão
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! E os copos coletores menstruais? Alguém aí já usou e quer dividir sua experiencia com a gente? O coletor menstrual nada mais é que o copinho maleável que deve ser introduzido pela mulher dentro da vagina para coletar o sangue menstrual. Vantagens: economia financeira, algumas marcas se bem cuidadas prometem durar até 10 anos. Sustentabilidade: a natureza agradece menos absorventes externos e internos nos lixões do mundo. Mais conforto: menos alergias. Muitas mulheres ficam com irritações a cada menstruação, se bem colocados os copinhos nem são percebidos! Podem ser usados por até 8 horas direto, dá até para dormir com ele! Passar o dia na praia, sem se preocupar em trocar, lembrando que o Absorvente interno precisa ser trocado a cada 4 horas!!! Agora também tem a versão descartável para quem ainda acha "meio demais" ter que lavar e esterilizar o copinho. A parte mais legal do copinho para mim é o autoconhecimento, a mulher vai precisar se tocar, conhecer o próprio corpo para colocar e retirar o copo. Para muitas mulheres, é a primeira vez que terão esse contato mais íntimo e isso vai acabar quebrando alguns tabus e pode ajudar a ter uma melhora na sexualidade. E aí? O que preferem? Copinho ou absorvente interno para praia e piscina? Me contem! E boa diversão! Agora não tem mais desculpa para ficar de shorts preto e fora da água só porque está menstruada! Postem foto na praia e me marquem quero ver todo mundo se divertindo independente da menstruação! Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #menstruação #absorventeinterno #absorventeíntimo #absorventeexterno #copocoletor #verão

  •  17  1  29 December, 2018
  • Boa tarde! preparados para o Reveillon? Quem aí vai viajar? Vai para a praia? E quem fica menstruada nesse momento de férias, quando vamos para praia ou até mesmo piscina? O que fazer? Quais as opções? Ninguém curte ficar menstruada quando viaja para lugares quentes, né? Primeiro porque tem que pensar em como se proteger. Absorvente interno? Existem vários TAMANHOS. Mini, pequeno, médio, grande e extra grande. A COBERTURA pode ser seca ou suave, como os absorventes externos. E com ou sem aplicador. A mulher deve escolher de acordo com a quantidade de fluxo, para quem costuma ter alergia a absorvente externo, os de cobertura suave talvez sejam mais confortáveis. Usar aplicador é gosto pessoal, tem menina que não acha legal colocar o dedo dentro da própria vagina, então pode ser melhor começar com aplicador. E quem nunca teve relação pode? Pode claro! Primeiro porque absorvente não tem rompe hímen e o que deve definir início de vida sexual é contato sexual entre duas pessoas e não uso de absorvente interno. Mas sugiro que se for menor de idade, converse com sua mãe ou responsável, vá ao gineco e se decidir por tentar, comece com um mini, a versão com aplicador também pode ser mais prática! E não esqueça de trocar a cada 4 horas no máximo e nunca dormir com interno! E o copinho coletor? Amanhã falo sobre ele no post!  Boa diversão!⠀
⠀
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #menstruação #absorventeinterno #absorventeíntimo #absorventeexterno #copocoletor #verão
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! preparados para o Reveillon? Quem aí vai viajar? Vai para a praia? E quem fica menstruada nesse momento de férias, quando vamos para praia ou até mesmo piscina? O que fazer? Quais as opções? Ninguém curte ficar menstruada quando viaja para lugares quentes, né? Primeiro porque tem que pensar em como se proteger. Absorvente interno? Existem vários TAMANHOS. Mini, pequeno, médio, grande e extra grande. A COBERTURA pode ser seca ou suave, como os absorventes externos. E com ou sem aplicador. A mulher deve escolher de acordo com a quantidade de fluxo, para quem costuma ter alergia a absorvente externo, os de cobertura suave talvez sejam mais confortáveis. Usar aplicador é gosto pessoal, tem menina que não acha legal colocar o dedo dentro da própria vagina, então pode ser melhor começar com aplicador. E quem nunca teve relação pode? Pode claro! Primeiro porque absorvente não tem rompe hímen e o que deve definir início de vida sexual é contato sexual entre duas pessoas e não uso de absorvente interno. Mas sugiro que se for menor de idade, converse com sua mãe ou responsável, vá ao gineco e se decidir por tentar, comece com um mini, a versão com aplicador também pode ser mais prática! E não esqueça de trocar a cada 4 horas no máximo e nunca dormir com interno! E o copinho coletor? Amanhã falo sobre ele no post! Boa diversão!⠀

    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #menstruação #absorventeinterno #absorventeíntimo #absorventeexterno #copocoletor #verão

  •  25  1  28 December, 2018
  • Boa tarde! A #cirurgiarobótica cada dia mais ganha espaço dentro da cirurgia ginecológica, especialmente, nas mais complexas. As #Miomectomias - retiradas de miomas do tipo intramurais e subserosos, são sempre um desafio. Miomectomia robótica para grandes miomas uterinos pode ser uma boa aplicação do método em mãos experientes, de acordo com estudo chinês. ⠀
Nossa equipe faz cirurgia robótica desde 2014 e a miomectomia robótica é opção oferecida a nossas pacientes. Sempre discutimos cada caso de forma individualizada. Estes autores chineses realizaram um estudo retrospectivo para miomectomias robóticas realizado de outubro de 2012 a agosto de 2017 por um único cirurgião em um hospital de referência de atendimento terciário. Eles registraram aspectos como diagnóstico, variáveis perioperatórias, resultados operatórios e complicações. Definiram como mioma uterino grande, aqueles com diâmetro estimado igual ou > que 10cm pela ultra-sonografia.⠀
74 pacientes foram incluídas nessa avaliação e 32 (43,2%) pacientes apresentavam mioma uterino grande. Pacientes com mioma > que 10cm apresentaram perda sanguínea similar e maior tempo operatório em comparação com pacientes com mioma < 10cm. O maior mioma removido foi de 20cm de diâmetro. Complicações perioperatórias foram raras. Eles concluíram que a miomectomia robótica é viável para o manejo de miomas uterinos grandes. É um procedimento seguro com tempo operatório mais longo, mas aceitável. Na hora de definir qual via escolher para realizar uma retirada de mioma, muitos fatores devem ser levados em conta e todos os aspectos devem ser divididos com a paciente. A paciente deve participar da decisão da via cirúrgica, para isso, o meu papel é informar sobre todas as possibilidades: cirurgia aberta convencional, laparoscopia ou cirurgia robótica, vantagens e desvantagens de cada uma. Se está pensando em operar miomas, converse com sua gineco!⠀
Ref. Taiwan J Obstet Gynecol. 2018 Dec;57(6):796-800. doi: 10.1016/j.tjog.2018.10.004 ⠀
⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! A #cirurgiarobótica cada dia mais ganha espaço dentro da cirurgia ginecológica, especialmente, nas mais complexas. As #Miomectomias - retiradas de miomas do tipo intramurais e subserosos, são sempre um desafio. Miomectomia robótica para grandes miomas uterinos pode ser uma boa aplicação do método em mãos experientes, de acordo com estudo chinês. ⠀
    Nossa equipe faz cirurgia robótica desde 2014 e a miomectomia robótica é opção oferecida a nossas pacientes. Sempre discutimos cada caso de forma individualizada. Estes autores chineses realizaram um estudo retrospectivo para miomectomias robóticas realizado de outubro de 2012 a agosto de 2017 por um único cirurgião em um hospital de referência de atendimento terciário. Eles registraram aspectos como diagnóstico, variáveis perioperatórias, resultados operatórios e complicações. Definiram como mioma uterino grande, aqueles com diâmetro estimado igual ou > que 10cm pela ultra-sonografia.⠀
    74 pacientes foram incluídas nessa avaliação e 32 (43,2%) pacientes apresentavam mioma uterino grande. Pacientes com mioma > que 10cm apresentaram perda sanguínea similar e maior tempo operatório em comparação com pacientes com mioma < 10cm. O maior mioma removido foi de 20cm de diâmetro. Complicações perioperatórias foram raras. Eles concluíram que a miomectomia robótica é viável para o manejo de miomas uterinos grandes. É um procedimento seguro com tempo operatório mais longo, mas aceitável. Na hora de definir qual via escolher para realizar uma retirada de mioma, muitos fatores devem ser levados em conta e todos os aspectos devem ser divididos com a paciente. A paciente deve participar da decisão da via cirúrgica, para isso, o meu papel é informar sobre todas as possibilidades: cirurgia aberta convencional, laparoscopia ou cirurgia robótica, vantagens e desvantagens de cada uma. Se está pensando em operar miomas, converse com sua gineco!⠀
    Ref. Taiwan J Obstet Gynecol. 2018 Dec;57(6):796-800. doi: 10.1016/j.tjog.2018.10.004 ⠀

  •  45  3  27 December, 2018
  • Boa tarde! Como foi o Natal de vocês? Última semana do ano e não podia faltar um post sobre #endometriose, né? A Endometriose afeta vários aspectos da vida de uma mulher, de seus parceiros sexuais, família, amigos e colegas de trabalho. Hoje trouxe informações de um estudo que foi feito para avaliar função sexual das portadoras da doença. Foram 1.001 mulheres avaliadas, divididas em dois grupos, que tinham e que não tinham endometriose. Avaliaram: função sexual, ansiedade e depressão de todas e a relação disso com com sintomas, localização e tipos de endometriose e o que afetava função sexual. 
29,9% das mulheres foram excluídas do estudo por estarem com ansiedade grave e depressão. Depois das exclusões determinadas pelos autores, ficaram 254 pacientes com endometriose e 329 pacientes sem a doença. Foram aplicados questionários específicos para avaliar função sexual.  Os resultados mostraram que pacientes com endometriose são afetadas em todas as fases da resposta sexual: desejo, excitação sexual, dor genital-pélvica/penetração e orgasmo/satisfação sexual. Na avaliação global, 43,3% das pacientes com endometriose apresentaram disfunção sexual. Quase metade delas! Esse estudo endossa algo que já sabíamos há muito tempo, que a endometriose afeta negativamente a função sexual de muitas mulheres. A boa notícia é que com os tratamentos diversos que existem, hoje, conseguimos que a mulher resgate sua função sexual de forma satisfatória e consequentemente sua autoestima e qualidade de vida. ref Gynecol Endocrinol. 2017 Jul;33(7):544-547. doi: 10.1080/09513590.2017.1302421. Epub 2017 Mar 28. 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #dorcrônica #endometrioma #endometriose #cirurgiarobotica #videolaparoscopia #disfunçãosexual #autoestima #vidasexualsaudável
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Como foi o Natal de vocês? Última semana do ano e não podia faltar um post sobre #endometriose, né? A Endometriose afeta vários aspectos da vida de uma mulher, de seus parceiros sexuais, família, amigos e colegas de trabalho. Hoje trouxe informações de um estudo que foi feito para avaliar função sexual das portadoras da doença. Foram 1.001 mulheres avaliadas, divididas em dois grupos, que tinham e que não tinham endometriose. Avaliaram: função sexual, ansiedade e depressão de todas e a relação disso com com sintomas, localização e tipos de endometriose e o que afetava função sexual.
    29,9% das mulheres foram excluídas do estudo por estarem com ansiedade grave e depressão. Depois das exclusões determinadas pelos autores, ficaram 254 pacientes com endometriose e 329 pacientes sem a doença. Foram aplicados questionários específicos para avaliar função sexual. Os resultados mostraram que pacientes com endometriose são afetadas em todas as fases da resposta sexual: desejo, excitação sexual, dor genital-pélvica/penetração e orgasmo/satisfação sexual. Na avaliação global, 43,3% das pacientes com endometriose apresentaram disfunção sexual. Quase metade delas! Esse estudo endossa algo que já sabíamos há muito tempo, que a endometriose afeta negativamente a função sexual de muitas mulheres. A boa notícia é que com os tratamentos diversos que existem, hoje, conseguimos que a mulher resgate sua função sexual de forma satisfatória e consequentemente sua autoestima e qualidade de vida. ref Gynecol Endocrinol. 2017 Jul;33(7):544-547. doi: 10.1080/09513590.2017.1302421. Epub 2017 Mar 28.
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #equipemultiprofissional #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #dorcrônica #endometrioma #endometriose #cirurgiarobotica #videolaparoscopia #disfunçãosexual #autoestima #vidasexualsaudável

  •  35  3  26 December, 2018

Top #clinicagergin Posts

  • E agora eu também estou aqui!!!
.
Minha querida amiga @barbara.murayama , médica e cegonha, foi ela quem trouxe meu menino ao mundo!!!
.
Espero que gostem, compartilhem e nos deixem sugestões de assunto!!! #Repost @barbara.murayama (@get_repost)
・・・
Bom dia! Nas próximas semanas teremos convidados por aqui falando de temas relacionados à saúde da mulher ou da família. Para começar uma convidada muito especial. Amiga linda, dentista do Pedro, Mãe do Miguel, um anjo dos cachinhos dourados que eu tive o privilégio de trazer ao mundo, no mesmo dia do aniversário do Pedro. Dra. Juju @mamaodonto, muito obrigada pela parceria! "Como mães, queremos sempre o bem-estar e o melhor para nossos filhos. Vê-los crescendo felizes e sorrindo é o nosso grande desejo! E para garantirmos um sorriso lindo e saudável precisamos cuidar dos dentinhos dos nossos pequenos. A primeira visita ao dentista deve acontecer antes mesmo de nascer os primeiros dentes de leite, portanto deve-se levar o bebê ao Odontopediatra ainda no PRIMEIRO ANO DE VIDA. Essa consulta é muito importante para que os pais e/ou cuidadores recebam todas as orientações de higiene bucal, de como evitar a cárie, sobre a erupção dos primeiros dentes de leite e suas repercussões, uso de chupeta, mamadeira... Antes mesmo da erupção dos primeiros dentes de leite, a limpeza da cavidade bucal pode ser feita uma vez ao dia, principalmente se a criança não mama mais no peito ou faz complementação com outro tipo de leite.  Podemos realizar essa limpeza com uma gaze/fralda ou a dedeira de borracha. Muitos bebês adoram esse momento, principalmente quando os dentes estão em vias de erupcionar, já que essa “massagem” ajuda a aliviar as irritações na gengiva.	 Mas lembre-se, com a erupção dos primeiros dentes de leite, a higiene bucal deve ser feita com a escova de dente infantil, uma pasta de dente infantil e também o fio dental.  Dra. Juliana Frigo - CRO/SP: 97.564. 
#barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saudedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #julianafrigo #mamaodonto #odontopediatra #dentesdeleite #saúdedafamília
  • @mamaodonto Profile picture

    @mamaodonto

    Clínica Frigo

    E agora eu também estou aqui!!!
    .
    Minha querida amiga @barbara.murayama , médica e cegonha, foi ela quem trouxe meu menino ao mundo!!!
    .
    Espero que gostem, compartilhem e nos deixem sugestões de assunto!!! #Repost @barbara.murayama (@get_repost)
    ・・・
    Bom dia! Nas próximas semanas teremos convidados por aqui falando de temas relacionados à saúde da mulher ou da família. Para começar uma convidada muito especial. Amiga linda, dentista do Pedro, Mãe do Miguel, um anjo dos cachinhos dourados que eu tive o privilégio de trazer ao mundo, no mesmo dia do aniversário do Pedro. Dra. Juju @mamaodonto, muito obrigada pela parceria! "Como mães, queremos sempre o bem-estar e o melhor para nossos filhos. Vê-los crescendo felizes e sorrindo é o nosso grande desejo! E para garantirmos um sorriso lindo e saudável precisamos cuidar dos dentinhos dos nossos pequenos. A primeira visita ao dentista deve acontecer antes mesmo de nascer os primeiros dentes de leite, portanto deve-se levar o bebê ao Odontopediatra ainda no PRIMEIRO ANO DE VIDA. Essa consulta é muito importante para que os pais e/ou cuidadores recebam todas as orientações de higiene bucal, de como evitar a cárie, sobre a erupção dos primeiros dentes de leite e suas repercussões, uso de chupeta, mamadeira... Antes mesmo da erupção dos primeiros dentes de leite, a limpeza da cavidade bucal pode ser feita uma vez ao dia, principalmente se a criança não mama mais no peito ou faz complementação com outro tipo de leite. Podemos realizar essa limpeza com uma gaze/fralda ou a dedeira de borracha. Muitos bebês adoram esse momento, principalmente quando os dentes estão em vias de erupcionar, já que essa “massagem” ajuda a aliviar as irritações na gengiva. Mas lembre-se, com a erupção dos primeiros dentes de leite, a higiene bucal deve ser feita com a escova de dente infantil, uma pasta de dente infantil e também o fio dental. Dra. Juliana Frigo - CRO/SP: 97.564. 
    #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saudedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #julianafrigo #mamaodonto #odontopediatra #dentesdeleite #saúdedafamília

  •  103  2  16 May, 2017
  • Hoje completamos 10 anos de casados! Sim passa muito rápido e foram 10 anos deliciosos! Mas nem tudo foram flores! Tivemos crises e desentendimentos, como todos os casais, mas a vontade de ficar junto e o amor de um pelo outro são tão grandes que superamos todos os obstáculos até aqui! Eu quero passar o resto da vida com esse homem❤! Só posso agradecer por tê-lo em minha vida e me esforçar, me dedicar muito para continuar cultivando nosso amor e a família que construímos com nosso amado Pedro!
A aula de fisiologia do amor que tivemos no último GRUPAC explicou um pouco dessa dinâmica e deu algumas sugestões de como resgatar a paixão e manter a ligação amorosa entre os casais, então deixo aqui algumas sugestões de comportamento que estimulam os hormônios relacionados ao amor e paixão no corpo (sem levar a ferro e fogo, ok pessoal, porque sentimento cada um tem o seu e não há regra, o importante é estar bom para as partes envolvidas, né?). Mas são todas atitudes gostosas, então, valem a pena!!
•  Pratique esporte junto com seu parceiro (a) •  Dance com ele (a) - conversem e façam sexo olho no olho •  Troquem massagens - transem e tenham orgasmos juntos •  Se beijem na boca, se abracem - se interessem pela vida um do outro de verdade
•  Tenham amigos e deixe que ele(a) tenha amigos •  Faça o rir e riam juntos, bom humor e leveza é essencial!
Barbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #sexualidade #casamento #amor #fisiologiadoamor #10anosdecasados #quevenhammais100 #maedemenino
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Hoje completamos 10 anos de casados! Sim passa muito rápido e foram 10 anos deliciosos! Mas nem tudo foram flores! Tivemos crises e desentendimentos, como todos os casais, mas a vontade de ficar junto e o amor de um pelo outro são tão grandes que superamos todos os obstáculos até aqui! Eu quero passar o resto da vida com esse homem❤! Só posso agradecer por tê-lo em minha vida e me esforçar, me dedicar muito para continuar cultivando nosso amor e a família que construímos com nosso amado Pedro!
    A aula de fisiologia do amor que tivemos no último GRUPAC explicou um pouco dessa dinâmica e deu algumas sugestões de como resgatar a paixão e manter a ligação amorosa entre os casais, então deixo aqui algumas sugestões de comportamento que estimulam os hormônios relacionados ao amor e paixão no corpo (sem levar a ferro e fogo, ok pessoal, porque sentimento cada um tem o seu e não há regra, o importante é estar bom para as partes envolvidas, né?). Mas são todas atitudes gostosas, então, valem a pena!!
    • Pratique esporte junto com seu parceiro (a) • Dance com ele (a) - conversem e façam sexo olho no olho • Troquem massagens - transem e tenham orgasmos juntos • Se beijem na boca, se abracem - se interessem pela vida um do outro de verdade
    • Tenham amigos e deixe que ele(a) tenha amigos • Faça o rir e riam juntos, bom humor e leveza é essencial!
    Barbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #sexualidade #casamento #amor #fisiologiadoamor #10anosdecasados #quevenhammais100 #maedemenino

  •  107  10  25 August, 2017
  • BOM DIA!!! Hoje é o Dia Nacional de Luta contra #Endometriose e comemoramos com foto de membros do time em uma das nossas reuniões de conscientização sobre endometriose, essa para os colaboradores do H9J. Essa data foi instituída para auxiliar na conscientização da população sobre a doença. Doença essa que atinge milhões de mulheres. Passei o mês de março inteiro escrevendo sobre ela, então vocês estão experts sobre o assunto. Se não acompanharam, volta um pouco no feed e leia tudo sobre o assunto! Também foram muitas palestras em diversas instituições e eventos organizados pela nossa equipe para colaborar na luta de conscientização no mês de março, mês da endometriose. Mas a luta não pára! Todo mês mantemos nossa reunião Clínica do Núcleo da Endometriose do @hosp9dejulho, evento aberto a todos os profissionais de saúde, buscando nos aprimorar sempre para oferecer um melhor atendimento às nossas pacientes. Então, hoje só vou escrever sobre uma fala do Prof Charles Chapron, um dos maiores estudiosos da endometriose, "a abordagem mais moderna da paciente com endometriose é TRATAMENTO INDIVIDUALIZADO"! Sabemos cada dia mais sobre a doença, mas ainda há muito a ser descoberto.  Cada mulher tem necessidades diferentes nas fases da vida e é aí que a ginecologista especialista tem papel essencial !A jornada pode ser longa, mas ela pode ser bem gerenciada e com qualidade de vida. Na 2ª foto, verá que o Prof Chapron virá ao Brasil esse ano, para o Simpósio Médico, do meu amigo Prof @claudiocrispi e eu já aceitei o convite do @institutocrispi para participar!  Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mãesquetrabalhamfora #mulherescirurgiãs #mãedemenino #amomeutrabalho #endometriose #diadaendometriose #equipemultiprofissional #1em10 #1in10 #dorcronica #tratamentoindividualizado
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    BOM DIA!!! Hoje é o Dia Nacional de Luta contra #Endometriose e comemoramos com foto de membros do time em uma das nossas reuniões de conscientização sobre endometriose, essa para os colaboradores do H9J. Essa data foi instituída para auxiliar na conscientização da população sobre a doença. Doença essa que atinge milhões de mulheres. Passei o mês de março inteiro escrevendo sobre ela, então vocês estão experts sobre o assunto. Se não acompanharam, volta um pouco no feed e leia tudo sobre o assunto! Também foram muitas palestras em diversas instituições e eventos organizados pela nossa equipe para colaborar na luta de conscientização no mês de março, mês da endometriose. Mas a luta não pára! Todo mês mantemos nossa reunião Clínica do Núcleo da Endometriose do @hosp9dejulho, evento aberto a todos os profissionais de saúde, buscando nos aprimorar sempre para oferecer um melhor atendimento às nossas pacientes. Então, hoje só vou escrever sobre uma fala do Prof Charles Chapron, um dos maiores estudiosos da endometriose, "a abordagem mais moderna da paciente com endometriose é TRATAMENTO INDIVIDUALIZADO"! Sabemos cada dia mais sobre a doença, mas ainda há muito a ser descoberto. Cada mulher tem necessidades diferentes nas fases da vida e é aí que a ginecologista especialista tem papel essencial !A jornada pode ser longa, mas ela pode ser bem gerenciada e com qualidade de vida. Na 2ª foto, verá que o Prof Chapron virá ao Brasil esse ano, para o Simpósio Médico, do meu amigo Prof @claudiocrispi e eu já aceitei o convite do @institutocrispi para participar! Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mãesquetrabalhamfora #mulherescirurgiãs #mãedemenino #amomeutrabalho #endometriose #diadaendometriose #equipemultiprofissional #1em10 #1in10 #dorcronica #tratamentoindividualizado

  •  101  2  8 May, 2018
  • Boa tarde! Já voltei de férias, trabalhando desde ontem, ou pelo menos tentando com toda essa crise que está acontecendo. Não vou entrar no mérito de discussões políticas aqui, não é esse o foco. Trouxe o assunto pelo olhar da saúde da mulher. Em tempos de muito estresse nossa saúde é ainda mais abalada. Mesmo eu que estava fora do país precisei gerenciar os problemas a distância. O que quero dizer é que o problema está aí, algumas soluções, ou parte das soluções dependem de cada um de nós, sempre há algo que podemos fazer, mas há grande parte que não depende de nós. Não adianta reclamar que não tem gasolina ou que tem a preços muito altos e com filas enormes. Reclamar só vai me deixar estressada, cansada, talvez me tire o sono, altere meu apetite e tire meu pique para fazer atividades físicas e meditar e ao longo do tempo com a resistência do meu organismo baixa, talvez eu até adoeça. Doente não posso trabalhar, estudar, cuidar da minha família. E o problema? Ah, ele continua lá! Então, minha sugestão, apesar de todo a crise, é que busquemos nos concentrar no que é possível fazer, pequenas soluções, dentro do nosso trabalho, escola, na nossa comunidade para colaboração. Ter empatia, não reclamar, entre outros bons sentimentos, vão gerar bem-estar em nosso corpo! Bem-estar, em última análise, gera saúde e paz! Foto tirada na exposição gratuita que estava rolando na biblioteca de Nova Iorque sobre os anos 60. 
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mãesquetrabalhamfora #mulherescirurgiãs #mãedemenino #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #ninguemdissequeseriafacil #equilibriosempre #pratiqueatividadefisica #reclamemenos #empatia #gratidão #nyctrip2018 #viajandocomfilhos
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Já voltei de férias, trabalhando desde ontem, ou pelo menos tentando com toda essa crise que está acontecendo. Não vou entrar no mérito de discussões políticas aqui, não é esse o foco. Trouxe o assunto pelo olhar da saúde da mulher. Em tempos de muito estresse nossa saúde é ainda mais abalada. Mesmo eu que estava fora do país precisei gerenciar os problemas a distância. O que quero dizer é que o problema está aí, algumas soluções, ou parte das soluções dependem de cada um de nós, sempre há algo que podemos fazer, mas há grande parte que não depende de nós. Não adianta reclamar que não tem gasolina ou que tem a preços muito altos e com filas enormes. Reclamar só vai me deixar estressada, cansada, talvez me tire o sono, altere meu apetite e tire meu pique para fazer atividades físicas e meditar e ao longo do tempo com a resistência do meu organismo baixa, talvez eu até adoeça. Doente não posso trabalhar, estudar, cuidar da minha família. E o problema? Ah, ele continua lá! Então, minha sugestão, apesar de todo a crise, é que busquemos nos concentrar no que é possível fazer, pequenas soluções, dentro do nosso trabalho, escola, na nossa comunidade para colaboração. Ter empatia, não reclamar, entre outros bons sentimentos, vão gerar bem-estar em nosso corpo! Bem-estar, em última análise, gera saúde e paz! Foto tirada na exposição gratuita que estava rolando na biblioteca de Nova Iorque sobre os anos 60.
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #mãesquetrabalhamfora #mulherescirurgiãs #mãedemenino #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #ninguemdissequeseriafacil #equilibriosempre #pratiqueatividadefisica #reclamemenos #empatia #gratidão #nyctrip2018 #viajandocomfilhos

  •  30  4  29 May, 2018
  • Boa tarde! Embora a endometriose seja conhecida por prejudicar a fertilidade, os mecanismos de infertilidade associados à endometriose ainda são incertos e dependem, em parte, do estágio da doença. A #endometriose é cirurgicamente classificada usando o sistema desenvolvido pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva. O espectro da doença varia desde a presença mínima de tecido anormal (por exemplo, implantes de 1 a 5 mm no peritônio pélvico - tecido que reveste internamente todos os órgãos) até distorção severa dos órgãos pélvicos abdominais (endometriomas ovarianos, grandes aderências pélvicas com impedimento das relações normais dos órgãos reprodutivos, além de bexiga e intestinos).⠀
A doença leve parece causar apenas inflamação, enquanto a doença avançada causa grande alteração anatômica, além da resposta inflamatória. Em resumo: o que parece diminuir a fertilidade em mulheres com endometriose: inflamação em geral, distorção anatômica pelas aderências pélvicas, dano ao tecido ovariano pela formação de endometrioma e ressecção cirúrgica. Além da produção de substâncias como citocinas e fatores de crescimento que prejudicam os processos normais de ovulação, fertilização e implantação. Sim eu sei que é bem complexo! O que há para tratar tudo isso? Uma combinação que envolve: cirurgia, indução da ovulação com inseminação intra-uterina e técnicas de reprodução assistida. As opções devem ser definidas em conjunto com a paciente e sempre de forma individualizada.⠀
Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #clinicadamulher #mãedemenino #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #endometriose #endometrioma #cirurgiarobotica #infertilidade #tentantes ⠀
  • @barbara.murayama Profile picture

    @barbara.murayama

    Clínica Dra. Bárbara Murayama - CRM 112527 - Ginecologista

    Boa tarde! Embora a endometriose seja conhecida por prejudicar a fertilidade, os mecanismos de infertilidade associados à endometriose ainda são incertos e dependem, em parte, do estágio da doença. A #endometriose é cirurgicamente classificada usando o sistema desenvolvido pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva. O espectro da doença varia desde a presença mínima de tecido anormal (por exemplo, implantes de 1 a 5 mm no peritônio pélvico - tecido que reveste internamente todos os órgãos) até distorção severa dos órgãos pélvicos abdominais (endometriomas ovarianos, grandes aderências pélvicas com impedimento das relações normais dos órgãos reprodutivos, além de bexiga e intestinos).⠀
    A doença leve parece causar apenas inflamação, enquanto a doença avançada causa grande alteração anatômica, além da resposta inflamatória. Em resumo: o que parece diminuir a fertilidade em mulheres com endometriose: inflamação em geral, distorção anatômica pelas aderências pélvicas, dano ao tecido ovariano pela formação de endometrioma e ressecção cirúrgica. Além da produção de substâncias como citocinas e fatores de crescimento que prejudicam os processos normais de ovulação, fertilização e implantação. Sim eu sei que é bem complexo! O que há para tratar tudo isso? Uma combinação que envolve: cirurgia, indução da ovulação com inseminação intra-uterina e técnicas de reprodução assistida. As opções devem ser definidas em conjunto com a paciente e sempre de forma individualizada.⠀
    Bárbara Murayama – Ginecologia – Obstetrícia – Endoscopia Ginecológica. CRM-SP 112527 – RQE 30681 – RQE 30681-1. #barbaramurayama #ginecologista #clinicagergin #qualidadedevida #saúdedamulher #clinicadamulher #mãedemenino #mulherescirurgiãs #mãesquetrabalhamfora #amomeutrabalho #blogquandoaginecoengravida #consultaginecologicaemdia #equipemultiprofissional #endometriose #endometrioma #cirurgiarobotica #infertilidade #tentantes

  •  28  3  21 June, 2018